domingo, 16 de agosto de 2015

7ºcapítulo-Sendo ele o centro disto tudo.(parte 1)

Olá meninas! Eu sei podem-me espancar porque eu demorei mil séculos a publicar mas entendam que vim de férias, desfazer malas, ir a familiares dar recordações, jantares de família e etc não é fácil! Para vocês um capítulo dividido em dois, para vos deixar com água na boca pelo próximo ! 
-------------- 
-André, isto foi algo que para já não me sinto pronta para falar, mas tu saberás. Dá-me tempo e eu juro que te conto.

-Bem, eu espero o tempo que for preciso, mas eu quero saber.- André olhava para mim preocupado.

-Prometo mau amor, saberás!- Sorriu quando ouviu o que lhe chamei.

-MENINOS, MUITO MENOS! Vão lá aproveitar o sábado que eu cá vou ver as novelas!-Rimo-nos bastante com aquela afirmação.

Despedimo-nos e fomos aproveitar um sábado mágico. Fomos ao cinema:

-Amor, não vais obrigar a ver romances pois não?-Disse André em sinal de troça.

-Mas tu achas que eu perdia a oportunidade de ver os mínimos contigo?

Ele fingiu o choro mas eu obriguei-o a ver o filme e fomos ver o filme juntos, que era extremamente engraçado. Quando saímos do cinema ele disse que ia ao wc e disse para eu esperar ali. Quando voltou, vinha com um mínimo com uns 50 cm de altura na mão, o qual me ofereceu.


 Afinal só foi-me comprar uma prenda. A primeira prenda. Beijei-o como se fosse um anel de diamante e ele adorou o meu agradecimento. Jantamos juntos e no final da noite fui para casa dele onde dormimos coladinhos um ao outro.

########

Era domingo. Supostamente, deveríamos dormir até bem tarde, mas uma chamada interrompeu o meu sono e o do meu rei. Era o telemóvel dele.

-Que queres?

(…)

-Mariana, pensei que já tínhamos falado tudo.

(…)

-Sim, está comigo.

(…)

-Isso é que era bom, não vou passar á Joana!

Ouvindo a última frase, retirei-lhe o telemóvel. Ele tentou-me impedir mas eu consegui ser mais rápida.

-Mariana? (silêncio) É a Joana.

-Olá, será que nos podíamos encontrar?

-C…Claro, onde?

-Eu envio a morada por sms. Até já então.

Desligou sem dar tempo de me despedir. É compreensível!

-Eu vou contigo. -Disse André.

-Isso é que não vais! Ela pediu para falar comigo, sou eu e apenas eu que vou. Tens que confiar.

-Eu confio, mas a Mariana está magoada e pode não reagir bem contigo.

-Estás preocupadinho? Meu rei, eu vou num pé e volto noutro pode ser? E quem sabe quando 
chegar, possamos matar saudades…

-VAI A CORRER JOANA!-Fui a correr entre risos ao ver o seu desespero, porque também queria muito matar "saudades".

Tinha roupa em casa dele e vesti-me assim:


Porque também eu já senti o que é um desgosto amoroso. Já senti o que é encarar um passado recente e ter que sobreviver a isso. E a Mariana é uma miúda tão doce que eu sei que me culpa por tudo. Mas eu sou alguém que assume o que faz e por isso eu vou hoje, porque eu podia-me ter escondido nas costas do André e nem sequer falar com a Mariana. A cena é que eu não sou cobarde, não faz parte da minha personalidade!
Estava a entrar no carro quando recebo uma mensagem:

“De: Meu rei <3
Meu amor, esqueceste-te da morada… Se não fosse eu!!!!
(morada)
Amo-te e volta rápido, não hesites em pedir ajuda!
P.s. Cada vez que me lembro de cada momento da nossa primeira noite, mais vontade tenho de repetir! Do teu e só teu André”

Eu sei, ele era meu. E eu? Completamente dele. E foi nesses pensamentos que fui ter ao sítio combinado. Cada vez que o carro se aproximava, mais rápido o meu coração batia. Não, não era medo por mim. Era medo por ela, não a queria magoar!

Cheguei.

Cheguei.

Cheguei.

Saí do carro e observei-a. Angelical, mas completamente desorentada. Aproximei-me e sentei-me logo.

-Sejamos diretas.- Disse eu, tentando poupar dramas.

-Eu sabia Joana, sempre soube.- Mariana deixou-me em estado de choque.

-Como?

-Sabes o vosso primeiro beijo?-Se sei…- Ele contou-me, foi sincero e eu perdoei. Mas naquele 
dia onde nos conhecemos eu quis ir ao Seixal para ver se te conhecia. E conheci! Fiquei mal, muito mal por te conhecer. Porque eu vi que quem detinha o coração de André não era eu. Eras tu! E sim eu podia aqui estar a fazer um escândalo e bater-te até me sentir bem mas sei que não vale a pena.

-Bem, eu não sabia que tu existias! Quando nos beijámos, eu não sabia. Mas senti-me muito mal e acredita que apesar de ter amado aquele momento, eu voltaria atrás…

-Para quê? Ele já gostava de ti bem antes disso por isso era inevitável. Eu vou só dizer uma coisa antes de ir embora para poder chorar e aceitar a realidade. Trata bem o André, porque eu estarei aqui se isso falhar. E não, não te vou roubar… o namorado, mas sem dúvida que se tu o tratares mal, toda a mágoa que sinto agora eu descarrego em ti.

Mereci toda aquela frieza. No entanto, senti-me aliviada. E se querem que vos diga? Estou feliz e nada pode destruir isso!  Fui-me embora para perto do meu amor. 

-Então princesa? 

-Está tudo resolvido, agora vamos ao que interessa! 

-Mas depois contas-me tudo direitinho.

-Prometido bebé!

Revivemos todos os momentos da nossa primeira noite. Ele tinha saudades de me tocar e eu de tocar nele de uma maneira que só nós dois sabíamos.
Mas no entanto se eu soubesse o que viria no inicio desta semana…

Bem, temos uma Mariana adulta e uma Joana apaixonada.

Dica: A Mariana é uma personagem da minha fic ( embora na vida real exista e seja ex-namorada do André Gomes que por acaso me inspiro nela para a Mariana da fic ) e portanto não vai deixar de existir. ISSO MESMO! A Mariana veio para ficar e voltará mais cedo do que vocês pensam… Para vocês uma frases da próxima metade do capítulo.
######
Ele lesionou-se! Tragam a maca!
######
-Ouve, mas tu tens problemas por eu ser a namorada do André Gomes?
######
-EU DOU CABO DE TI LOIRA OXIGENADA!
######
-Meu rei, fica bem depressa por favor.- Disse lavada em lágrimas.
######
COMENTEEEEEEEMMMMM! Para eu saber quando devo publicar o próximo.
Beijinhos!







6 comentários:

  1. Fico à espera de mais :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito, que venha daí o próximo :)

    ResponderEliminar
  3. Boa, uma conversa sincera e civilizado, acho que foi um momento bonito e que bom seria se na realidade as coisas fossem assim, normalmente é logo à porrada.
    Adorei e já sabes que espero pelo próximo
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, para já não há drama. Mas quem sabe para a próxima... Claro que sim, vou publicar brevemente:)
      Beijinhos

      Eliminar